• 13945

A Catedral de Toledo

A Catedral de Santa Maria de Toledo , na Espanha, também chamada de Catedral da Espanha, sede da Arquidiocese de Toledo, é um edifício de arquitetura gótica, considerado por alguns como a magna ópera do estilo gótico na Espanha.

Sua construção começou em 1226 sob o reinado de Fernando III e as últimas contribuições góticas foram feitas no século XV, quando em 1493 as abóbadas dos pés da nave central foram fechadas no tempo dos reis católicos.

As portas são uma parte fundamental da fachada principal. Além do acima mencionado, a Puerta del Perdón, no centro da fachada principal, é do s. XV, totalmente gótico, e só abre em grandes ocasiões. A Puerta de los Leones, a mais moderna, tem um dos mais importantes conjuntos de esculturas espanholas-flamengas dos s. XV, que alcançam seu ápice na representação da Virgem, em seu montante.

No interior, a capela maior é um dos lugares da Catedral que alberga mais obras de arte.

No interior encontramos a rejería, de grande qualidade, e o grande retábulo, ápice do gótico florido e última manifestação do mesmo ante a chegada do Renascimento.

A Catedral de Toledo possui o maior número de vitrais medievais preservados, como a roseta do transepto, a da capela-mor e as de grandes figuras de santos e apóstolos do lado leste. A chamada Transparente é a grande obra-prima do escultor Narciso Tomé, concluída em 1732, e feita em mármores, jaspes e bronzes genoveses.

Concebida como retábulo e iluminada pelas claraboias da abside, apresenta numerosas figuras e composições que representam passagens da Bíblia.

Atualmente, a Catedral permite a subida à sua torre, a partir da qual você pode ver a disposição da cruz latina do edifício e magníficas vistas da cidade.

Sem dúvida, um dos monumentos mais impressionantes de Toledo!